Consulta PIS

O calendário PIS 2018, de pagamentos 2017/2018 já está disponível e muitos trabalhadores começaram a receber o seu abono salarial que poderá ser aplicado de acordo com o interesse ou necessidade de cada um. O calendário PIS 2018 é organizado de acordo com o aniversário do beneficiário, ou seja, o Governo Federal disponibiliza a tabela de pagamentos com datas específicas conforme o mês natalício do trabalhador.

Consulta PIS
Consulta PIS – Extrato do PIS, Saldo PIS atualizado

É fácil consultar a tabela do PIS 2018, pois a mesma foi criada de forma bem simples e é disponibilizada nos mais diversos meios de comunicação físico e virtual. Veja a seguir como você pode consulta-la pela internet e também via telefone.

Consulta PIS pela Internet

Com o aumento do acesso pela internet ficou maiss fácil consultar o seu PIS virtualmente. Pelo site da Caixa Econômica Federal você realiza a sua consulta bem rápido. Através deste link (https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01) você terá acesso às informações e dados dos principais programas trabalhistas do Governo como, por exemplo, Bolsa Família, FGTS, Seguro-desemprego e Abono Salarial.

Consulta PIS pela Internet
Consulta PIS pela Internet

Para verificar todos os detalhes é só preencher o formulário com os seguintes dados: o número do seu NIS (PIS/PASEP) e a sua senha internet. Em seguida, clique em “OK” para que sua área exclusiva seja aberta e tenha acesso a todas as informações.

Observe que neste mesmo formulário existem alguns botões importantes como “Cadastrar Senha” (para quem vai acessar pela primeira vez o sistema), “Trocar senha” (Caso queira fazer uma alteração) e “Esqueci senha” (para o usuário que já acessou o sistema, mas não consegue se lembrar).

Veja também:

Consulta PIS pelo site do MTE

Tal decisão inédita foi tomada devido ao grande número de trabalhadores que deixaram de sacar o PIS dentro do prazo estipulado (algo em torno de 1,2 milhão de beneficiários). Se você tem dúvida se realizou o saque ou não é só conferir neste link (http://abonosalarial.mte.gov.br/).

Consulta Abono Salarial 2018
Consulta Abono Salarial 2018 – Consulta pelo portal do Ministério do Trabalho

Aproveite e compartilhe essas informações com seus amigos nas redes sociais.

Consulta PIS – Aplicativo Caixa

A Caixa Econômica Federal já disponibilizou um aplicativo para os trabalhadores que queiram consultar o saldo do PIS em qualquer lugar e a qualquer hora. Trata-se do aplicativo Caixa Trabalhador.

Para instalar o aplicativo do PIS, acesse a loja de aplicativos do seu dispositivo (celulares, tablets, ou computador com Windows 10), e procure pelo aplicativo “Caixa Trabalhador”.

O download desse aplicativo é gratuito, e a instalação leva poucos segundos. Após instalado, basta digitar o seu número do PIS – presente no cartão cidadão, na carteira de trabalho e no documento de identidade – para consultar o extrato do PIS pelo celular.

ATENÇÃO: Para que o aplicativo funcione corretamente, é necessário ter conexão com a internet para consultar o saldo do PIS

Consulta PIS – Telefone

Outra opção bastante acessível ao beneficiário é a consulta do PIS pelo telefone. É só ligar gratuitamente na Central de Atendimento pelo 0800 726 0207 e, ao contrário de muitos sistemas, esse aceita chamadas tanto de aparelhos fixos como também de celulares, o que é mais um fator positivo.

Além do abono salarial 2018, você pode consultar, através deste mesmo número, outros programas do Governo como é o caso do FGTS e Cartão Social. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 21 horas e nos sábados das 10 h às 16 horas. Para a consulta eletrônica, o serviço é disponibilizado pelo período de 24 horas e 7 dias por semana.

Uma dica: Ao ligar, tenha em mãos os seus documentos pessoais, Carteira de Trabalho, Cartão Cidadão e outros para agilizar o seu atendimento.

Calendário PIS 2018

O calendário PIS de pagamentos do Abono Salarial para o período 2017/2018 já está em vigor, cujos pagamentos começaram a ser realizados em 28 de Julho de 2017 e devem ser finalizados no dia 16 de março de 2018.

Calendário PIS 2018
Calendário PIS 2018 – Tabela PIS 2018 de pagamentos do Abono Salarial

Além do mais, quem ainda não sacou o seu beneficio referente ao período 2015/ 2016 terá a chance de fazê-lo até o dia 30 de dezembro de 2016 conforme decisão tomada pelo CODEFAT (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Quem tem direito ao PIS – Como saber

Como você já deve ter reparado os principais meios de comunicação sempre divulgam as datas e outras informações importantes sobre o PIS/ PASEP, assim como ao adentrar em uma agência de algum órgão governamental, instituição bancária e Casas Lotéricas facilmente se encontra um grande cartaz com a tabela de pagamento do Abono Salarial. Mas se você continua em dúvida, se tem direito a receber o benefício, confira abaixo quem tem direito ao PIS, e saiba se você tem direito a receber o abono salarial.

Quem tem direito ao PIS
Quem te m direito ao PIS – Veja como saber

Mas você sabe o que é o PIS e a que público o mesmo é destinado? Caso se encontre no grupo de pessoas que “alguma vez já ouviu falar” e ainda não sabe realmente como funciona, saiba que encontrou o artigo ideal, pois vou esclarecer suas dúvidas nos próximos parágrafos. Me acompanhe!

O que é o PIS 2018?

É uma sigla que significa “Programa de Integração Social” que foi criado através de uma lei no ano de 1970 com o objetivo de integrar o trabalhador do setor privado ao desenvolvimento da empresa, a qual se encontra vinculado. O Programa é mantido pelo Governo Federal, e a Caixa Econômica Federal é a instituição bancária responsável pela realização dos pagamentos do beneficio que são feitas anualmente e em uma única parcela aos trabalhadores cadastrados no PIS.

Quem tem direito ao PIS?

O PIS como qualquer outro programa governamental é caracterizado por regras. Os beneficiários do Abono Salarial 2018 são aqueles que:

  • Estão cadastrados no PIS no período mínimo de 5 anos;
  • Recebem como remuneração até dois salários mínimos mensais;
  • Ter trabalhado com carteira assinada para empresa privada durante 30 dias consecutivos ou não no ano-base para a apuração;
  • Ter seus dados corretamente informados pelo empregador junto ao Ministério do Trabalho através do RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Vale lembrar que somente tem direito ao PIS quem trabalhou para a iniciativa privada com carteira assinada. Se você se enquadra nas regras acima, mas trabalhou para o serviço público, tem direito a outro benefício, o PASEP 2018.

Quem não tem direito ao PIS?

Estão impedidos de receber o abono salarial 2018 todos os trabalhadores que não se enquadrarem nos critérios mencionados acima, ou que:

  • Trabalhem como servidor público;
  • Empregadas e trabalhadores domésticos – mesmo com carteira assinada, se essa for assinada por pessoa física;
  • Receberam mais de 2 salários mínimos mensais no ano base;
  • Tiveram menos de 30 dias com a carteira assinada no ano base.

Você pode tirar a sua dúvida e saber se tem direito ao benefício através da consulta PIS pela internet ou pelo telefone celular. A consulta é gratuita, e você já fica sabendo do valor do PIS e a data de pagamento.

Qual é o valor do PIS?

O valor do PIS 2018 é proporcional ao tempo de trabalho executado e comprovado pelo trabalhador no ano-base de apuração. Para saber exatamente qual é o seu beneficio é só pegar o número total de meses trabalhados no ano-base e multiplicar por 1/12 do salário mínimo vigente na época do pagamento.

Tabela PIS 2018 – Valores Atualizados PIS 2018

Entretanto, para efeito de cálculo se deve considerar como mês de trabalho aquele em que você exerceu suas atividades por um período igual ou superior a 15 dias que é compreendido como mês integral.

Por outro lado, quanto mais meses forem trabalhados maior será o valor do seu PIS que poderá chegar a um salário mínimo no máximo.

Confira também: Qual o valor do Seguro-Desemprego 2018.

Calendário PIS 2018

Em primeiro lugar, o Governo estabelece todos os anos uma tabela que tem como período de vigência o tempo de um ano. O calendário PIS 2018 é organizado de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.

É claro que ao observar a tabela abaixo você verificará que existem duas colunas com datas, sendo que a primeira se refere à data geral de disponibilização do abono para os aniversariantes de cada mês e, ao lado, as datas em que o valor do PIS será disponibilizado para os mesmos trabalhadores que possuem conta na Caixa Econômica Federal e, neste caso, o beneficio é depositado diretamente em conta, independente se você possui Poupança ou Conta Corrente.

Por fim, é importante lembrar que você deverá sacar o quanto antes o seu beneficio, que não é cumulativo, dentro do prazo estabelecido na tabela para não perder o seu dinheiro. Fique atento e aproveite!

PIS 2018

O PIS, também conhecido como Abono Salarial Caixa, ou simplesmente PIS/PASEP, é um benefício essencial para o trabalhador de baixa renda. Através dele, quem ganha até 2 salários mínimos por mês e trabalha com carteira assinada, tem direito a sacar uma espécie de décimo quarto salário, com o valor que pode chegar até a 1 salário mínimo. Esse ano, o PIS 2018 conta com algumas novidades, novas regras, e uma nova tabela: o calendário PIS 2018. Que saber mais? Confira abaixo tudo sobre o PIS 2018.

PIS 2018 - Calendário PIS, Quem tem direito, Valor do PIS, novas Regras
PIS 2018 – Calendário PIS, Quem tem direito, Valor do PIS, novas Regras

PIS significa Programa de integração Social e se trata de uma contribuição tributária paga pelas empresas, que visa financiar o pagamento do abono salarial 2018 para o trabalhador, além de outros benefícios trabalhistas. Além disso a receita do PIS-CONFINS ajuda na colaboração na receita dos órgãos e entidades e o próprio abono salarial 2018, para os trabalhadores de empresas privadas e públicas.

Valor do PIS 2018

O valor desse benefício é elaborado de acordo com a cotação do salário mínimo 2018, está estipulado em R$ 937. É provável que no próximo ano haja um aumento do salário mínimo, logo este valor dito aqui será repassado aos beneficiários do benefício.

Tabela PIS 2018 – Valores Atualizados PIS 2018
Tabela PIS 2018 – Valores Atualizados PIS 2018

Quem tem direito ao PIS 2018

Afim de que o benefício não sofra consequências de um não planejamento organizado, o mesmo tem suas regras. Abaixo veremos elas: (Esta informação foi retirada do site oficial do benefício.)

  • O salário do trabalhador não pode exceder o limite de dois salários mínimos mensais, de acordo com o valor do salário mínimo do mês vigente.
  • O funcionário deve estar inscrito por, no mínimo, 5 anos no Programa de Integração Social.
  • No ano-base, o cidadão deve ter trabalhado por, pelo menos, 30 dias com a carteira assinada. Esses 30 dias podem ser consecutivos ou não.
  • A empresa para qual trabalha deve ter entregue corretamente a Relação Anual de Informações Sociais, conhecida também como RAIS.

Além disso, só tem direito ao PIS 2018 propriamente dito, quem trabalhou em 2016 para a iniciativa privada. Quem se enquadra nas regras acima, mas trabalhou para o serviço público, tem direito a receber outro benefício, o PASEP 2018, pago no mesmo valor que o PIS, mas através de um calendário diferente, e pelo Banco do Brasil, e não pela Caixa Econômica Federal.

Calendário PIS 2018

A Caixa Econômica Federal já publicou o novo calendário PIS 2018. Através dele, todos os trabalhadores que se enquadram nas regras do PIS podem consultar as datas de pagamento do Abono Salarial 2018. O calendário PIS 2018 é dividido em duas partes:

Calendário PIS 2018 – Tabela PIS 2018 de pagamentos do Abono Salarial
Calendário PIS 2018 – Tabela PIS 2018 de pagamentos do Abono Salarial
  • De janeiro a março são liberados os pagamentos remanescentes do PIS 2017 para os trabalhadores com data de aniversário no primeiro semestre do ano. Esses trabalhadores têm direito a sacar o PIS até o dia 30 de junho de 2018.
  • De julho a dezembro, são pagos os valores referentes à tabela PIS 2018 para os trabalhadores nascidos entre julho e dezembro.
  • De janeiro a março de 2019, serão pagos os pagamentos remanescentes do abono salarial, ou seja, todos os que nasceram no primeiro semestre poderão sacar entre janeiro e março de 2019. A vantagem de receber nessa data é que o valor do abono salarial 2018 já será reajustado de acordo com o valor do salário mínimo 2019.

Como sacar o PIS 2018

Primeiramente é necessário que você utilize o calendário de pagamento, somente assim você poderá consultar o PIS e verificar a data de recebimento do seu benefício. A data de recebimento do mesmo é elaborada de acordo com o seu mês de aniversário. Feito isso você precisa separar a documentação necessária, são elas: um documento de identificação com foto e seu cartão cidadão. Após seguir todas essas instruções, baste se direciona a uma agência bancária e sacar.

Veja também: Como sacar o Seguro Desemprego 2018.

Empregada Doméstica tem direito ao PIS?

Empregada domestica tem direito a PISMuitos empregadores não sabem responder essa pergunta dentro da lei. Apesar de estarmos na era da informação difundida, esse questionamento vem se intensificando mais a cada dia, principalmente quando se aproxima o período de pagamento do abono salarial. O PIS 2018 é um benefício que paga até um salário mínimo em datas estabelecidas pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo do Trabalhador.

Empregada doméstica não tem direito ao PIS, pois a doméstica não é uma funcionária nem do setor público, nem do privado ou de uma pessoa física que se equipara a uma pessoa jurídica. Isso quer dizer que a pessoa tem que possuir um CNPJ.

Portanto, os trabalhadores domésticos, ou seja, pessoas que trabalham para pessoas físicas, não têm direito ao PIS. Isso acontece pelo fato de que os empregadores não são pessoas de caráter jurídico ou empresas. Como o empregador não tem uma empresa formada, o discernimento deste imposto não é aplicado.

Abono Salarial 2018

Como você mesmo sabe, trabalhar com a carteira assinada é seguro e garante vários benefícios trabalhistas como o FGTS e o Abono Salarial 2018, este que é conhecido simplesmente como PIS/PASEP. Embora muitas pessoas pensem que se trata de uma única e mesma coisa, na verdade são dois programas direcionados a públicos específicos. O PIS 2018 beneficia os trabalhadores que atuam na iniciativa privada e o PASEP aos servidores públicos, em ambos os casos os beneficiados devem receber até dois salários mínimos mensais para ter o direito de receber o Abono.

Abono Salarial 2018 - Calendário e extrato do PIS 2018
Abono Salarial 2018 – Calendário e extrato do PIS 2018

Calendário Abono Salarial 2018

É de praxe o Governo Federal lançar anualmente o calendário de pagamento do Abono Salarial que vigora até a finalização de todos os pagamentos e depois o substitui por outro atualizado.

O calendário PIS 2018 é organizado de acordo com o mês de aniversário do trabalhador, ou seja, você deve conferir a data de acordo com o mês em que você nasceu.  Veja a seguir como funciona a Tabela do PASEP.

Calendário PIS 2018
Calendário PIS 2018 – Tabela PIS 2018 de pagamentos do Abono Salarial

Confira também a tabela de janeiro, lançada pelo Governo Federal, do Seguro Desemprego.

Novas Regras Abono Salarial

Recentemente, o Abono Salarial 2018 passou por alterações no pagamento onde os trabalhadores começam a receber, a partir de 2016, o valor proporcional ao tempo de trabalho realizado. Até o ano passado, independente se o trabalhador havia exercido suas atividades durante 2 meses, 5 ou 10 meses, por exemplo, todos recebiam um salário mínimo vigente.

Continue comigo neste artigo que irei mostrar como funciona o Abono Salarial 2018 (PIS/ PASEP) e saiba como sacar o seu benefício.

Quem tem direito ao Abono Salarial 2018

É importante salientar que nem todos os cidadãos tem direito ao benefício do abono PIS/PASEP. Somente terão direito ao abono os trabalhadores que se enquadrarem nas seguintes regras:

  • Ter cadastro no PIS/PASEP há 5 anos ou mais;
  • Ter, no ano anterior, pelo menos 30 dias de carteira assinada;
  • A média de salários do ano anterior não pode superar a faixa de 2 salários mínimos;
  • A empresa ou repartição em que o trabalhador teve a carteira assinada precisa ter informado os dados do cadastro PIS do trabalhador para o Ministério do Trabalho, através do documento conhecido como RAIS

Somente os trabalhadores que se enquadrarem em todas as regras acima terão direito a receber o abono salarial. Além disso, existe uma diferenciação entre os servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada:

  • Servidores públicos recebem o benefício pago pelo Banco do Brasil, e as datas de saque são estabelecidas pela tabela do PASEP 2018;
  • Trabalhadores da iniciativa privada recebem o dinheiro pela Caixa Econômica Federal, e as datas de saque são estabelecidas pela tabela do PIS 2018.

Tabela Abono Salarial 2018

Já no calendário PASEP 2018, as datas de pagamento são definidas de acordo com o final do número do cadastro no programa, o qual é iniciado em 0 e se encerra em 9. Vale lembrar que tanto no Calendário quanto na Tabela existe uma data final que se refere ao prazo em que o beneficiário deve sacar o seu Abono.

Consulta Abono Salarial 2018
Consulta Abono Salarial 2018 – Consulta pelo portal do Ministério do Trabalho

Em outras palavras, se você não realiza o saque dentro do prazo estipulado perderá o Abono do ano, pois o Governo geralmente não prorroga o prazo. Este ano houve uma exceção: os beneficiários que não sacaram o Abono referente ao ano-base 2016 e o exercício de 2017/2018 tiveram o prazo prorrogado para o dia 30 de dezembro de 2018. Se você não sacou poderá conferir com segurança no site da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego através deste link (http://abonosalarial.mte.gov.br/).

De acordo com o CODEFAT (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) mais de 1,2 milhão de trabalhadores deixaram de sacar o Abono Salarial, e por isso terão mais uma chance para recebê-lo.

Como sacar o Abono Salarial

Para sacar o seu PIS/PASEP será necessário apresentar um documento de identidade com foto, Carteira de Trabalho e o número do seu PIS ou do seu PASEP. Se você está inscrito no PIS deverá se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal, Correspondentes Caixa Aqui ou Casas Lotéricas para receber o seu Abono, e para receber o PASEP deverá se dirigir a uma agência do Banco do Brasil ou algum de seus correspondentes.

E, para fechar, não custa lembrar que o valor do Abono Salarial é proporcional ao tempo de trabalho, sendo que quem trabalhou durante os últimos 12 meses irá receber integralmente um salário mínimo e quem trabalhou menos meses receberá um valor correspondente menor.

Suas dúvidas foram esclarecidas? Deixe o seu comentário abaixo.

Salário Mínimo 2018

O salário mínimo recebe todos os anos um reajuste no seu valor, o qual é geralmente aguardado com grande expectativa tanto por parte dos trabalhadores como também de toda a população. Como se sabe, com o reajuste do salário mínimo 2018, os preços de várias mercadorias e serviços sofrem acréscimos como forma de acompanhamento dos novos valores.

Salário Mínimo 2018
Salário Mínimo 2018 – Valor e aumento do salário mínimo

Vale a pena ressaltar que existe uma lei brasileira que foi criada com o intuito de valorizar o poder de compra dos trabalhadores, e sendo assim ela exige que esses reajustes do salário mínimo sejam superiores ao índice de inflação que, para este novo ano é de 7,5%. Continue comigo neste artigo que irei te mostrar, entre outras coisas, o novo valor do salário mínimo 2018. Me acompanhe.

Confira também: Novo valor do Abono Salarial 2018.

Valor do salário mínimo 2018

Valor do Salário MínimoO novo salário mínimo de 2018 que já está em vigor desde o dia 1º de Janeiro é de R$ 937,00. No ano passado, o valor do salário era de R$ 880,00. Com o aumento desse valor estima-se que mais de 40 milhões de trabalhadores passem a receber a remuneração com acréscimo nos próximos pagamentos.

Entretanto, o reajuste deste ano foi menor se comparado com o do ano de 2016, ou seja, o aumento para o atual valor foi somente de R$ 37,00 enquanto de 2015 para 2016 foi de R$ 92,00.

Por que salário mínimo?

Dá-se o nome de salário mínimo ao menor valor que os trabalhadores podem (e devem) receber pela execução de suas atividades independentes da ordem ou natureza das mesmas.

Curiosamente, o salário mínimo surgiu no século XIX na Nova Zelândia e Austrália. Aqui, no Brasil, ele foi instituído por volta da década de 1930 através da promulgação da lei de número 185 de Janeiro de 1936, sendo o decreto de lei em Abril de 1938.

O salário mínimo foi fixado no dia 1º de Maio pelo então presidente da época Getulio Vargas. Embora muitas pessoas se coloquem contra o salário mínimo há uma grande parcela que se mostra bastante favorável, já que percebem a sua importância para promover maior justiça e proteção ao trabalho, pois caso o contrário poderia haver maior exploração.

Em outras palavras, a criação e a manutenção do salário mínimo serve como um norteador para se estabelecer os pisos salariais das diversas categorias trabalhistas. Se não houvesse a estipulação do valor mínimo os empregados ficariam a mercê da vontade e possível exploração das empresas que passariam a pagar qualquer valor aos seus funcionários.

Reajuste do Salário Mínimo 2018

Com o reajuste salarial, os principais benefícios pagos pelo Governo Federal também sofrem alteração, ou seja, os valores acompanham a correção do salário mínimo como, por exemplo, o Seguro-desemprego 2018 e o Seguro-defeso 2018.

No caso das empregadas domésticas também haverá correção na tabela de contribuições ao INSS, tanto no recolhimento da parte da funcionária quanto na parte referente ao patrão.

Por outro lado, os aposentados e pensionistas também contarão com o valor dos seus benefícios reajustados, assim como os trabalhadores que possuem direito a receber o Abono Salarial.

Não é diferente para quem precisar entrar na justiça que emprega o valor do salário mínimo para as ações judiciais. Se as mesmas forem movimentadas sem o auxilio de um advogado os valores poderão chegar até 60 salários mínimos ou R$ 56.220,00 para o Juizado Especial Federal, 20 salários mínimos ou R$ 18.740,00 para as ações no Juizado Especial Cível.

Salário mínimo regional 2018

A maioria dos estados brasileiros segue o valor do salário mínimo instituído por decreto pelo Governo Federal, mas existem alguns que preferem adotar um valor diferente do piso nacional. Contudo, é importante ressaltar que este valor não pode ser menor do que o adotado como o mínimo nacional. Os estados que adotam o mínimo regional são os seguintes:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Paraná;
  • Santa Catarina;
  • Rio Grande do Sul.

Salário mínimo real x Salário mínimo Ideal

O valor do salário mínimo é estipulado de acordo com a realização de um cálculo que leva em consideração a soma da variação do PIB (Produto Interno Bruto) e a inflação.

Todavia, o valor do reajuste 2018 de R$ 937,00 não corresponde ao cálculo realizado pelo DIEESE que deveria ser de R$ 4.013,08 como o salário mínimo ideal para que um trabalhador possa assim arcar com as despesas realizadas pela sua família. Este cálculo realizado pelo órgão é baseado nos preceitos celebrados pela Constituição Federal, mas que na prática é bem diferente, concorda?

Deixe a sua opinião nos comentários abaixo!

Seguro Desemprego 2018

O Seguro-desemprego 2018 é um dos programas de auxílio ao trabalhador mais importantes que o amparam temporariamente para que possa arcar com as suas despesas, enquanto busca uma nova oportunidade de emprego.

Até algum tempo atrás, o programa concedia o benefício com mais facilidade, mas devido a uma série de abusos, o Governo Federal precisou rever as regras, de forma que não prejudicasse e realmente auxiliasse quem precisa do dinheiro.

Seguro-Desemprego 2018
Seguro-Desemprego 2018

Desta forma, o período de meses de acordo com o número de solicitações, assim como o valor do benefício foram as principais alterações sofridas pelo Seguro-desemprego 2018, e caso você ainda não conheça terá a oportunidade, através deste artigo, de conhecer todas as regras do programa. Preparado? Então é só me acompanhar pelos próximos parágrafos.

O que é o Seguro-desemprego 2018?

O Seguro-desemprego 2018 é um programa de amparo financeiro criado e mantido pelo Governo Federal como uma alternativa de auxiliar os trabalhadores que perderam os seus empregos, cuja dispensa tenha sido feita sem justa causa. Como o benefício é temporário é importante que o trabalhador assegurado procure imediatamente um novo trabalho para poder assim garantir a sua dignidade com o seu próprio sustento.

Valor do Seguro-desemprego 2018

Como já havia adiantado no início deste artigo, o valor do Seguro-desemprego sofreu alterações por conta do reajuste do Salário Mínimo 2018, cuja referência de cálculo é baseada sobre a faixa salarial média que o trabalhador recebia no seu último emprego. Veja a seguir como funciona:

  • Se você recebia até R$ 1.360,70 deverá pegar o valor médio do seu salário e multiplicar por 0.8, ou seja, terá direito a receber 80% da remuneração;
  • Se você recebia entre R$ 1.360,71 e R$ 2.268,05 deverá pegar o valor superior a 1.360,70 multiplicar por 0.5 e depois somar com 1.088,56;
  • Já para quem recebia o salário acima de R$ 2.268,05 terá direito a somente R$ 1.542,24, cujo valor é invariável.

Tem direito ao seguro desemprego? Confira já se você também tem direito ao PIS.

Quem tem direito ao Seguro-desemprego 2018?

Quem tem direito
Quem tem direito

O benefício é direcionado aos trabalhadores que se enquadram nas seguintes situações, a saber:

  • Tenham sido demitidos de seus postos de trabalho sem justa causa, inclusive aqueles que tiveram a dispensa indireta;
  • Aqueles que tiveram o seu contrato de trabalho suspenso devido à participação em curso, bem como em programa de qualificação que tenha sido oferecido pelo empregador;
  • Os pescadores profissionais que se encontram em período do defeso;
  • Os trabalhadores que foram resgatados de condição que se assemelha a de escravo.

Parcelas do Seguro-desemprego 2018

As novas regras referentes à solicitação foram organizadas de acordo com a ordem do pedido, ou seja, primeira, segunda e terceira solicitação, as quais ficaram assim:

Primeira solicitação do Seguro-desemprego 2018

  • O trabalhador receberá 4 parcelas se tiver comprovado o tempo de duração do trabalho, cujo período tenha sido entre 18 e 23 meses;
  • Poderá receber 5 parcelas do benefício o trabalhador que comprove o tempo de trabalho, cuja duração tenha sido igual ou superior a 24 meses.

Segunda solicitação do Seguro-desemprego 2018

  • O trabalhador receberá 3 parcelas, caso comprove que tenha trabalhado entre 9 e 11 meses;
  • Poderá receber 4 parcelas do benefício quem tenha trabalhado entre 12 e 23 meses;
  • Terá direito a receber 5 parcelas o trabalhador que comprove o seu vínculo empregatício com período igual ou superior a 24 meses.

Terceira solicitação do Seguro-desemprego 2018

  • O trabalhador receberá 3 parcelas se comprovar o tempo de serviço entre 6 e 11 meses;
  • Poderá receber 4 parcelas quem tiver comprovado o tempo de trabalho entre 12 e 23 meses;
  • O trabalhador que receberá 5 parcelas é aquele que comprove o tempo de serviço igual ou superior a 24 meses.

Como receber o seu Seguro-desemprego 2018?

Esta é uma dúvida bastante comum e que não poderia deixa-la de fora deste artigo. Se ao chegar até aqui você tenha visto que a sua situação permite agendar o Seguro-desemprego deverá fazer o seguinte:

Seguro-Desemprego 2018: Datas de Agendamento
Seguro-Desemprego 2018: Datas de Agendamento

Em primeiro lugar você deverá fazer o agendamento online nesse link do SAA (http://saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam). Assim que finalizar o procedimento você terá, em tela, os dados completos do agendamento (data, horário e local).

Junte todos os seus documentos pessoais, assim como o TRCT e outros semelhantes fornecidos pelo empregador para serem apresentados no dia do seu atendimento ao funcionário do MTE, o qual irá fazer a conferência e consequentemente a solicitação do seu benefício. Além disto, ele irá prestar todos os esclarecimentos necessários sobre o programa. Feito isto é só aguardar a data de liberação do Seguro-desemprego, a qual é realizada pela Caixa Econômica Federal, mesma responsável pela liberação de outros benefícios, como o Bolsa Família e PIS 2018. Boa sorte!

Aproveite e compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Calendário PIS 2018

Desde o dia 28 de julho de 2018 que o Calendário PIS 2018, que corresponde ao PIS pago pelo Governo ao trabalhador entre 2017 e 2018, já está em vigor para beneficiar milhares de trabalhadores brasileiros que atuam no setor privado com o Abono Salarial. De acordo com o Ministério do Trabalho (MTPS) o PIS deverá pagar R$ 14,8 bilhões a mais de 22, 3 milhões de beneficiários em todo o território nacional. E, a grande maioria dos trabalhadores sempre aguarda com expectativa a divulgação do calendário, uma vez que já planejam o uso que farão com o dinheiro recebido.  Confira a seguir a tabela completa e as novas regras do Programa.

Calendário PIS 2018
Calendário PIS 2018

Calendário PIS 2018

Como se pode observar, o calendário PIS 2018 inicia os seus pagamentos em julho e se encerra em Junho, cuja data de pagamento do referido mês é 16 de março de 2017. Porém, todos os beneficiários deverão sacar o seu PIS até, no máximo, 30 de Junho de 2017, caso o contrário, perderá o beneficio deste ano.

Quando o trabalhador não faz a retirada do seu PIS, o valor retorna para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Em outras palavras, o beneficio não é cumulativo e por isso você deverá ficar bastante atento para não perder os prazos.

Diferenças do PIS, PASEP e Abono Salarial

Com bastante frequência, as siglas “PIS”, “PASEP” e “Abono Salarial” são confundidas. Abaixo você poderá conferir quais as suas diferenças para não haver mais confusão.

  • Abono Salarial: o Abono é o pagamento do trabalhador, e esse termo é a lei para a realização do pagamento;
  • PIS: o PIS significa Programa de Integração Social, e é um programa que beneficia trabalhadores de empresas privadas;
  • PASEP: já o PASEP é um programa que beneficia trabalhadores de empresas públicas, sua sigla significa Programa de Formação do Servidor Público.

Tabela PIS 2018

Confira abaixo a tabela de pagamentos do PIS 2018. O abono salarial Caixa é pago aos trabalhadores brasileiros de acordo com o mês de nascimento. De julho a dezembro, são pagos os benefícios dos nascidos no segundo semestre do ano. Quem nasceu nesses meses, pode receber o abono salarial 2018 no mês de nascimento. Já que nasceu no primeiro semestre, tem direito a sacar o benefício entre janeiro e março, com os valores já reajustados pelo novo salário Mínimo. Confira a tabela abaixo:

Calendário PIS 2018
Calendário PIS 2018 – Tabela PIS 2018 de pagamentos do Abono Salarial

Novas Regras PIS 2018

O PIS 2018 veio com novidades. A partir de agora o valor do beneficio será pago proporcionalmente ao tempo de trabalho executado pelo beneficiário. Até o ano passado, todos que possuem direito ao Abono Salarial recebiam o valor de um salário mínimo vigente.

Todavia, a alteração do pagamento é fruto da Lei 13.134/15. Desta forma, quanto mais meses forem comprovadamente trabalhados maior será o valor do PIS, cujo “teto” será de um salário mínimo vigente. Para saber quanto você irá receber precisará fazer o seguinte cálculo: tome o número de meses trabalhados no ano anterior e multiplique por 1/12 do salário mínimo 2018 (que para o ano de 2018 é de R$ 937,00). O resultado dessa conta é o valor que irá receber.

Mas fique atento: considera-se para o cálculo o período em que você trabalhou 15 dias ou mais que são contados como mês integral.

Valor do PIS 2018

Tabela PIS 2018 - Valores Atualizados PIS 2018
Tabela PIS 2018 – Valores Atualizados PIS 2018

Com a mudança das regras do PIS 2018, o pagamento do Abono salarial passa a ser proporcional ao tempo trabalhado durante o ano base. Assim, só terá direito ao valor do PIS integral quem trabalhou por pelo menos 345 dias com carteira assinada no ano base.

O teto do PIS corresponde a 1 salário mínimo vigente na data de liberação do benefício (e não na data de saque). Para saber mais sobre o seu abono salarial, confira abaixo a tabela PIS 2018 com os valores do PIS de acordo com o tempo trabalhado:

Quem tem direito ao PIS 2018?

Quanto aos requisitos para se ter direito ao recebimento do PIS, eles continuam os mesmos, como se pode observar:

  • O trabalhador deverá ter realizado suas atividades profissionais na empresa privada com carteira assinada;
  • Deverá estar cadastrado no PIS pelo período mínimo de 5 anos;
  • Ter recebido como remuneração média até dois salários mínimos no período de apuração;
  • Ter trabalhado para a Pessoa Jurídica, no mínimo, 30 dias que podem ser consecutivos ou não, no ano-base considerado para a devida apuração;
  • Ter os seus dados corretamente informados no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) pelo seu empregador que deverá enviar para o Ministério do Trabalho.

Leia mais sobre: Seguro Desemprego 2018.

Quem não tem direito ao PIS

Vale lembrar que muitos trabalhadores não tem direito ao abono salarial Caixa, mesmo trabalhando com a carteira assinada, e tendo cadastro no PIS há mais de 5 anos. Confira abaixo quais as classes trabalhistas não têm direito de receber o Abono Salarial 2018:

  • Trabalhadores do setor público;
  • Trabalhadores que ainda não completaram 5 anos de cadastro no PIS;
  • Empregados domésticos;
  • Trabalhadores rurais e urbanos que trabalhem para pessoa física;
  • Diretores de empresa sem vínculo empregatício;
  • Trabalhadores cuja média salarial ultrapassar 2 salários mínimos ao mês;

Consulta PIS 2018

Caso você ainda tenha dúvidas sobre se tem direito a receber o PIS 2018 da Caixa, ou quer saber o valor ou a data de pagamento do calendário PIS 2018, você ainda poderá consultar o valor do PIS através do portal da Caixa Econômica Federal. Basta seguir os passos indicados abaixo:

  1. Acesse o portal da Caixa Econômica Federal.
  2. Clique no menu lateral “Para Trabalhadores”, à esquerda do layout da página;

    Consulta PIS 2018 - Portal Caixa Econômica Federal
    Consulta PIS 2018 – Portal Caixa Econômica Federal
  3. No menu aberto à direita da da página, ou na parte de baixo, clique na opção “PIS”;

    Consulta PIS 2018 - Acesso ao Portal Cidadão
    Consulta PIS 2018 – Acesso ao Portal Cidadão
  4. Abrirá a página institucional do PIS 2018 da Caixa Econômica Federal. Aqui você poderá consultar diversas informações sobre o abono da Caixa em primeira mão. Para prosseguir com a consulta do calendário PIS 2018, clique no botão laranja “Consultar pagamento”;

    Consulta PIS 2018 - Consulta Saldo Abono salarial
    Consulta PIS 2018 – Consulta Saldo Abono salarial
  5. Você chegou à página de consulta do Portal Cidadão da Caixa Econômica Federal. Digite o número do NIS (presente no cartão cidadão) e a senha da internet. Se você não tiver uma senha, clique no botão “Cadastrar Senha, na parte inferior da página;

    Consulta PIS pela Internet
    Consulta PIS pela Internet
  6. Finalmente, ao acessar o portal Cidadão Caixa, clique na guia “PIS” na parte superior, e confira o saldo e a data de liberação do abono salarial Caixa.

Como Realizar o Saque do PIS 2018?

saque do benefícioPara sacar o PIS 2018 você deverá consultar o PIS e a tabela de pagamentos para verificar qual é a data que seu beneficio será disponibilizado para o saque. Depois você deverá comparecer a uma agência da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui ou Casas Lotéricas e apresentar o seu documento de identificação com foto. É aconselhável levar também a sua Carteira de Trabalho (com o número do seu PIS) e o Cartão Cidadão para agilizar o atendimento.

Você pode sacar o PIS utilizando o Cartão Cidadão e também cartões da Caixa Econômica Federal. Para receber através do cartão da Caixa, basta que você possua uma conta no banco, dessa maneira, o benefício será depositado diretamente na sua conta.

Dúvidas sobre o PIS 2018

Dúvidas Calendário PIS 2018Se você ainda tiver dúvidas sobre o seu abono salarial Caixa, pode entrar em contato com os canais de atendimento da Caixa Econômica Federal.

Telefone para contato

  • 0800 726 0207 – Central de atendimento Caixa-cidadão. A ligação para esse número é gratuita e a central de atendimento funciona de segunda à sexta, das 8h às 21h, e nos sábados, das 10h às 16h,  de telefones fixos e celulares.

Perguntas frequentes sobre o PIS

A Caixa disponibiliza uma página com todas as informações importantes sobre o abono PIS 2018, respondendo as perguntas mais frequentes sobre o tema. Para acessar, clique AQUI.

Prazo para Sacar o Calendário PIS 2018

O Calendário PIS estipula um prazo para a realização do saque, e os beneficiários do programa devem sacar até esse período, caso você não saque, o valor do programa dificilmente será prorrogado, como é caso de outro programas sociais.

Se você não sacar na data estipulada você não receberá o benefício em tal ano e o valor retorna ao FAT (Fundode Amparo ao Trabalhador).

Não Recebi o PIS, Mesmo Dentro do Prazo

Caso você esteja de acordo com os prazos do Calendário PIS 2018 e compareceu a alguma agência ou caixa eletrônico para realizar o saque e o valor não estava lá, você deve realizar alguns procedimentos:

  • Comparecer ou ligar para o atendimento do banco, que no caso do Programa PIS, é a Caixa Econômica Federal;
  • Ou ainda, rever se você cumpre todos os requisitos do programa para receber o valor do benefício.

Documentos Necessários para Sacar PIS 2018

Os documentos para realizar o saque são poucos, confira:

  • Cartão Cidadão;
  • Cartão da Conta Caixa.

E se você precisar falar com algum atendente será necessário alguns dos documentos abaixo:

  • Carteira de Trabalho;
  • CNH;
  • RG.

Quando sai o Calendário PIS

Normalmente o calendário do PIS é público duas vezes por ano, entre o meses de dezembro e janeiro e entre junho e julho. Fique sempre atento as datas e não perca o seu benefício!

Espero que este artigo tenha te ajudado. Se ainda tiver alguma dúvida, utilize os campos abaixo para enviar a sua mensagem.